Responsável quer criatividade na classe jornalística

Saurimo – A directora do gabinete provincial da comunicação social da Lunda Sul, Lara Calupete, destacou, nesta quarta-feira, a necessidade de os jornalistas apostarem na criatividade, clareza e na abordagem de assuntos que contribuam na mudança de mentalidade dos munícipes.

A responsável, que falava na cerimónia de lançamento do Prémio Provincial de Jornalismo, edição 2021, esclareceu que os trabalhos a serem submetidos serão avaliados pelo factor notícia, qualidade, foco social, diversidade de fontes, criatividade e contextualização.

Lara Calupeteca explicou que os trabalhos, a serem entregues no Gabinete da Comunicação Social, deverão ser actuais  e divulgados no período de 12 de Novembro de 2020 a 20 de Outubro do ano em curso.

Os resultados serão divulgados a 11 de Novembro, no quadro das comemorações do Dia da Independência Nacional.

Entre as novidades deste ano, disse, está a distinção do jornalista de mérito, que ao longo de vários anos deu a sua contribuição no cumprimento de missões e destacou-se durante o ano, bem como ao melhor locutor da língua nacional cokwé.

Instada sobre os valores a serem premiados, revelou que estar ainda em análise com as estruturas superiores do governo e parceiros económicos.

De lembrar que a edição 2020 foi ganha pela jornalista Mariana Guiné (ANGOP), categoria de imprensa, Hortêncio Michel, da emissora da Rádio Nacional de Angola  e Amaro de Jesus (TPA).

Cada vencedor recebeu o equivalente a 700 mil kwanzas.

O Prémio Provincial de Jornalismo na província da Lunda Sul foi instituído em 2006,    pelo governo local, com o objectivo de estimular a produção e a criatividade da actividade jornalística na região.

 

A responsável, que falava na cerimónia de lançamento do Prémio Provincial de Jornalismo, edição 2021, esclareceu que os trabalhos a serem submetidos serão avaliados pelo factor notícia, qualidade, foco social, diversidade de fontes, criatividade e contextualização.

Lara Calupeteca explicou que os trabalhos, a serem entregues no Gabinete da Comunicação Social, deverão ser actuais  e divulgados no período de 12 de Novembro de 2020 a 20 de Outubro do ano em curso.

Os resultados serão divulgados a 11 de Novembro, no quadro das comemorações do Dia da Independência Nacional.

Entre as novidades deste ano, disse, está a distinção do jornalista de mérito, que ao longo de vários anos deu a sua contribuição no cumprimento de missões e destacou-se durante o ano, bem como ao melhor locutor da língua nacional cokwé.

Instada sobre os valores a serem premiados, revelou que estar ainda em análise com as estruturas superiores do governo e parceiros económicos.

De lembrar que a edição 2020 foi ganha pela jornalista Mariana Guiné (ANGOP), categoria de imprensa, Hortêncio Michel, da emissora da Rádio Nacional de Angola  e Amaro de Jesus (TPA).

Cada vencedor recebeu o equivalente a 700 mil kwanzas.

O Prémio Provincial de Jornalismo na província da Lunda Sul foi instituído em 2006,    pelo governo local, com o objectivo de estimular a produção e a criatividade da actividade jornalística na região.