Sede de Camacupa começa receber asfalto

Camacupa – As obras de asfaltagem de 12 quilómetros da sede municipal de Camacupa, na província do Bié, começaram hoje, após o acto de consignação, presidido pelo governador Pereira Alfredo, que aproveitou igualmente para fazer o lançamento da empreitada.

Numa primeira fase serão asfaltados seis quilómetros de estrada, a cargo da empresa China Railway Group Internacional, cujo valor ronda os mil milhões 988 milhões 280 mil e 819 kwanzas.

Inserida no Programa Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM), a obra terá a duração de 12 meses, e vai se consubstanciar na pavimentação, drenagem, sinalização vertical e terá dupla faixa de rodagem nos dois sentidos.

Neste momento já se encontram máquinas e homens no terreno, que vão dar suporte a todo trabalho, para proporcionar uma outra imagem a esta municipalidade, onde se localiza o centro geodésico de Angola.

Ainda em Camacupa, foi consignada a obra de terraplanagem de 38 quilómetros, desde à sede municipal até à comuna do Ringoma.

Os trabalhos, também com duração de 12 meses, são da responsabilidade da Anil –Grupo, e vão custar 418 milhões de kwanzas. Também enquadram-se no PIIM.

No acto, o administrador de Camacupa, José Lopinho, referiu que, com o tapete asfáltico, cada cidadão vai fazer um esforço de reabilitar a sua casa, recuperar o seu escombro e construir no seu terreno, o que vai dar uma outra imagem à cidade.

Segundo o gestor público, o PIIM neste município ganha o seu verdadeiro sentido, porque a expectativa maior da população era de testemunhar o acto de lançamento de asfaltagem.

Realçou que, com estas duas importantes obras, vão se abrir novas oportunidades, fundamentalmente na empregabilidade da juventude.

Já o governador do Bié, Pereira Alfredo, reforçou a aposta do Executivo na melhoria das condições de vida da população.

Disse que a execução dessas tarefas visa garantir a circulação de pessoas e bens, melhorando a situação socioeconómica das regiões.

O governante aproveitou para visitar algumas obras inseridas no PIIM, nomeadamente a construção do Comando Municipal da Polícia Nacional e de duas escolas, com 12 e oito salas de aula, cada, cujos trabalhos se encontram na sua fase final, com previsões de serem entregues no próximo mês de Junho.  

Numa primeira fase serão asfaltados seis quilómetros de estrada, a cargo da empresa China Railway Group Internacional, cujo valor ronda os mil milhões 988 milhões 280 mil e 819 kwanzas.

Inserida no Programa Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM), a obra terá a duração de 12 meses, e vai se consubstanciar na pavimentação, drenagem, sinalização vertical e terá dupla faixa de rodagem nos dois sentidos.

Neste momento já se encontram máquinas e homens no terreno, que vão dar suporte a todo trabalho, para proporcionar uma outra imagem a esta municipalidade, onde se localiza o centro geodésico de Angola.

Ainda em Camacupa, foi consignada a obra de terraplanagem de 38 quilómetros, desde à sede municipal até à comuna do Ringoma.

Os trabalhos, também com duração de 12 meses, são da responsabilidade da Anil –Grupo, e vão custar 418 milhões de kwanzas. Também enquadram-se no PIIM.

No acto, o administrador de Camacupa, José Lopinho, referiu que, com o tapete asfáltico, cada cidadão vai fazer um esforço de reabilitar a sua casa, recuperar o seu escombro e construir no seu terreno, o que vai dar uma outra imagem à cidade.

Segundo o gestor público, o PIIM neste município ganha o seu verdadeiro sentido, porque a expectativa maior da população era de testemunhar o acto de lançamento de asfaltagem.

Realçou que, com estas duas importantes obras, vão se abrir novas oportunidades, fundamentalmente na empregabilidade da juventude.

Já o governador do Bié, Pereira Alfredo, reforçou a aposta do Executivo na melhoria das condições de vida da população.

Disse que a execução dessas tarefas visa garantir a circulação de pessoas e bens, melhorando a situação socioeconómica das regiões.

O governante aproveitou para visitar algumas obras inseridas no PIIM, nomeadamente a construção do Comando Municipal da Polícia Nacional e de duas escolas, com 12 e oito salas de aula, cada, cujos trabalhos se encontram na sua fase final, com previsões de serem entregues no próximo mês de Junho.