SIC no Uíge desencoraja justiça por mãos próprias

  • Uige: Porta-voz do SIC, Zacarias Fernando
Uíge - O Serviço de Investigação Criminal (SIC) no Uíge exortou, esta terça-feira, a população a abster-se da prática de justiça por mãos próprias e recorrer aos órgãos de justiça e policiais sobre qualquer ofensa.

A província do Uíge registou, desde 2020, 45 casos de justiça por mãos próprias, tendo resultado na detenção de 49 indivíduos.

Recentemente, um cidadão de 65 anos de idade morreu, na aldeia Kica, a três quilómetros da cidade do Uíge, após ter sido espancado pela própria família, que o acusou de envolvimento em prática de feitiçaria.

O porta-voz do SIC na província, Zacarias Fernando, disse à Angop que num Estado Democrático de Direito a justiça é uma tarefa reservada às autoridades estatais.

Por isso, apelou à população para criar uma cultura da denúncia, a fim de desencorajar esse procedimento.

A província do Uíge registou, desde 2020, 45 casos de justiça por mãos próprias, tendo resultado na detenção de 49 indivíduos.

Recentemente, um cidadão de 65 anos de idade morreu, na aldeia Kica, a três quilómetros da cidade do Uíge, após ter sido espancado pela própria família, que o acusou de envolvimento em prática de feitiçaria.

O porta-voz do SIC na província, Zacarias Fernando, disse à Angop que num Estado Democrático de Direito a justiça é uma tarefa reservada às autoridades estatais.

Por isso, apelou à população para criar uma cultura da denúncia, a fim de desencorajar esse procedimento.