Utentes abandonam documentos no departamento de trânsito

  • Documentos (B.I, Carta de condução e cartão de contribuinte) que passam a ser tratados nas admistrações municipais
Lubango - Quinhentas e 79 cartas de condução e cinco mil 320 livretes estão por se levantar no Departamento Provincial de Prevenção de Transito e Segurança Rodoviária, na Huíla, alguns há mais de cinco anos, por razões desconhecidas.

Os documentos, dos quais fazem também parte, títulos de propriedade, livretes e verbetes, foram apreendidos, solicitados pela primeira vez e renovados.

A acumulação de documentos cria problemas operacionais no departamento, pois não podem ser descartados, afirmou o chefe do Departamento Provincial de Trânsito e Segurança Rodoviária, na Huíla, intendente-chefe António Vieira Franco.

Em declarações hoje, quinta-feira, à Angop, o oficial observou que alguns desses documentos estão prestes a caducar, outros já estão caducados, sem mesmo terem sido usados.

Fez saber ainda que o departamento atende, em média por dia, 30 utentes que solicitam a nova carta de condução, livretes e títulos de propriedade, que no máximo são entregues em 45 dias, mas muitos cidadãos não voltam para recebe-lo.

Os documentos, dos quais fazem também parte, títulos de propriedade, livretes e verbetes, foram apreendidos, solicitados pela primeira vez e renovados.

A acumulação de documentos cria problemas operacionais no departamento, pois não podem ser descartados, afirmou o chefe do Departamento Provincial de Trânsito e Segurança Rodoviária, na Huíla, intendente-chefe António Vieira Franco.

Em declarações hoje, quinta-feira, à Angop, o oficial observou que alguns desses documentos estão prestes a caducar, outros já estão caducados, sem mesmo terem sido usados.

Fez saber ainda que o departamento atende, em média por dia, 30 utentes que solicitam a nova carta de condução, livretes e títulos de propriedade, que no máximo são entregues em 45 dias, mas muitos cidadãos não voltam para recebe-lo.