Vice-governador pede rigor na fiscalização das obras

  • Huambo: Vista parcial da Cidade da Caala
Caála – O vice-governador da província do Huambo para os Serviços Técnicos e Infra-estruturas, Leonardo Sapalo, pediu, esta quarta-feira, rigor na fiscalização das obras, para garantir a qualidade desejada.

Segundo o responsável, em declarações à imprensa, após radiografar a situação económica e social do município da Caála, é importante que estas empresas sejam mais sérias na sua actividade, para evitar a inauguração de obras de pouca qualidade.

Apesar disso, Leonardo Sapalo mostrou-se satisfeito com o grau de execução física das obras sociais em curso naquele município.

Na localidade, estão em construção e reabilitação escolas, unidades sanitárias, infra-estruturas administrativas, melhoria das vias de acesso, entre outras, num investimento de mil milhões, 208 milhões, 353 mil 425 Kwanzas.

Tratam-se de projectos financiados pelos Planos Integrado de Intervenção dos Municípios (PIIM), de Investimentos Públicos (PIP) e de Combate à Pobreza, com níveis de execução financeira que vão dos 25 aos 90 por cento, enquanto a física varia entre 15 e 80 por cento.

Com quatro comunas (Caála-Sede, Calenga, Catata e Cuima) e uma extensão territorial de três mil 680 quilómetros quadrados, vivem no município da Caála 342 mil 463 habitantes.

Segundo o responsável, em declarações à imprensa, após radiografar a situação económica e social do município da Caála, é importante que estas empresas sejam mais sérias na sua actividade, para evitar a inauguração de obras de pouca qualidade.

Apesar disso, Leonardo Sapalo mostrou-se satisfeito com o grau de execução física das obras sociais em curso naquele município.

Na localidade, estão em construção e reabilitação escolas, unidades sanitárias, infra-estruturas administrativas, melhoria das vias de acesso, entre outras, num investimento de mil milhões, 208 milhões, 353 mil 425 Kwanzas.

Tratam-se de projectos financiados pelos Planos Integrado de Intervenção dos Municípios (PIIM), de Investimentos Públicos (PIP) e de Combate à Pobreza, com níveis de execução financeira que vão dos 25 aos 90 por cento, enquanto a física varia entre 15 e 80 por cento.

Com quatro comunas (Caála-Sede, Calenga, Catata e Cuima) e uma extensão territorial de três mil 680 quilómetros quadrados, vivem no município da Caála 342 mil 463 habitantes.