Avaria da Morgue reduz capacidade de conservação de corpos

Mbanza Kongo – A única morgue disponível no município de Mbanza Kongo, província do Zaire, com capacidade de 15 gavetas, está parcialmente avariada dificultando a conservação de corpos, soube hoje, quarta-feira, a Angop.

Segundo o director da Repartição Municipal da Saúde de Mbanza Kongo, Nsakala Mpasi Iberto, a morgue possui duas câmaras, uma com seis gavetas, avariada desde Setembro último, ao passo que a de nove lugares está com baixa potência para a refrigeração de corpos.

A referida morgue está localizada no recinto anexo ao hospital provincial.

Precisou que, a câmara de seis gavetas que funciona desde 2008, tem o seu motor danificado, enquanto a outra, que existe desde 2018, apresenta problemas no seu compressor que dificulta o processo de oxigenação.

O responsável apontou a superlotação de corpos e a falta de manutenção periódica como principais causa das avarias nos dois aparelhos.

Enquanto isso, o administrador municipal-adjunto de Mbanza Kongo para a área política, social e da comunidade, Garcia Moniz, disse que foi já adquirido um novo motor para superar a avaria de uma das câmaras, dentro de 15 dias.

A aquisição de um aparelho frigorífico para a morgue do hospital municipal, localizado no bairro 11 de Novembro consta dos planos da Administração Municipal para os próximos dias, com vista a descongestionar a actual.

O município de Mbanza Kongo tem uma população estimada em 180 mil e 329 habitantes distribuídos pelas comunas do Nkiende, Luvo, Kalambata, Kaluka, Madimba e Sede.

 

 

Segundo o director da Repartição Municipal da Saúde de Mbanza Kongo, Nsakala Mpasi Iberto, a morgue possui duas câmaras, uma com seis gavetas, avariada desde Setembro último, ao passo que a de nove lugares está com baixa potência para a refrigeração de corpos.

A referida morgue está localizada no recinto anexo ao hospital provincial.

Precisou que, a câmara de seis gavetas que funciona desde 2008, tem o seu motor danificado, enquanto a outra, que existe desde 2018, apresenta problemas no seu compressor que dificulta o processo de oxigenação.

O responsável apontou a superlotação de corpos e a falta de manutenção periódica como principais causa das avarias nos dois aparelhos.

Enquanto isso, o administrador municipal-adjunto de Mbanza Kongo para a área política, social e da comunidade, Garcia Moniz, disse que foi já adquirido um novo motor para superar a avaria de uma das câmaras, dentro de 15 dias.

A aquisição de um aparelho frigorífico para a morgue do hospital municipal, localizado no bairro 11 de Novembro consta dos planos da Administração Municipal para os próximos dias, com vista a descongestionar a actual.

O município de Mbanza Kongo tem uma população estimada em 180 mil e 329 habitantes distribuídos pelas comunas do Nkiende, Luvo, Kalambata, Kaluka, Madimba e Sede.