Detidos funcionários por alegada venda de combustível a contrabandistas

Soyo – Seis funcionários de um posto de abastecimento de combustível da cidade do Soyo, província do Zaire, foram detidos domingo pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC), por alegada venda de derivados de petróleo a supostos contrabandistas.

O director municipal do SIC, inspector-chefe Jorge das Dores Cuti, em declarações à imprensa, informou que os funcionários foram flagrados a comercializar o produto em bidões de 20 e 200 litros a cinco supostos cidadãos da RDC, que também foram detidos pelas autoridades.

Informou que a detenção desses cidadãos nacionais e estrangeiros enquadra-se na operação “Liberdade” que a Polícia Nacional em parceria com o SIC levam a cabo desde o princípio de Janeiro de 2021, para desencorajar o contrabando de derivados de petróleo na região.

Com os mesmos, foram apreendidos 54 mil e 375 litros de combustível entre gasóleo e gasolina, num dos postos de abastecimento localizado no bairro Kimbumba, periferia da cidade do Soyo.

De acordo ainda com o director municipal do SIC, no mesmo dia, as autoridades flagraram dois camiões cisternas a descarregarem 37 mil e 500 litros de combustível em recipientes de 25, 30 e 200 litros que, supostamente, serviria para o contrabando.

O produto foi apreendido no bairro Kitona, periferia da vila do Soyo.

A ANGOP apurou na localidade que, desde o princípio desta operação policial, as bombas de combustíveis da cidade do Soyo registam um descongestionamento acentuado de clientes para a alegria dos automobilistas.  

 

O director municipal do SIC, inspector-chefe Jorge das Dores Cuti, em declarações à imprensa, informou que os funcionários foram flagrados a comercializar o produto em bidões de 20 e 200 litros a cinco supostos cidadãos da RDC, que também foram detidos pelas autoridades.

Informou que a detenção desses cidadãos nacionais e estrangeiros enquadra-se na operação “Liberdade” que a Polícia Nacional em parceria com o SIC levam a cabo desde o princípio de Janeiro de 2021, para desencorajar o contrabando de derivados de petróleo na região.

Com os mesmos, foram apreendidos 54 mil e 375 litros de combustível entre gasóleo e gasolina, num dos postos de abastecimento localizado no bairro Kimbumba, periferia da cidade do Soyo.

De acordo ainda com o director municipal do SIC, no mesmo dia, as autoridades flagraram dois camiões cisternas a descarregarem 37 mil e 500 litros de combustível em recipientes de 25, 30 e 200 litros que, supostamente, serviria para o contrabando.

O produto foi apreendido no bairro Kitona, periferia da vila do Soyo.

A ANGOP apurou na localidade que, desde o princípio desta operação policial, as bombas de combustíveis da cidade do Soyo registam um descongestionamento acentuado de clientes para a alegria dos automobilistas.