Angolano lança plataforma digital investigativa em Portugal

  • Sala de Informática da Escola Angola e Cuba
Lisboa (Da Correspondente)- Uma plataforma digital denominada "Ombala do Saber" foi lançada, sexta-feira, em Portugal, iniciativa do angolano Patrício Geremias.

Com o objectivo de gerar conteúdo e divulgação de material científico, o rosto do projecto está distribuído pelas diversas redes sociais: páginas do Linkedin, Instagram, Tweeter, Facebook,  Youtube e Blog.

O "Ombala do Saber"  vai também congregar uma revista digital, um fórum específico de conexão entre docentes e discentes nas mais variadas especialidades e explicação universitária.

Em declarações à Angop, Patrício Geremias refere que a plataforma surge na sequência das dificuldades dos estudantes no acesso ao material de consulta e de apoio ao reforço dos conhecimentos dos seus cursos, bem como no défice de bibliografia específica e exiguidade de espaço físico para os universitários usarem como salas de estudo.

De acordo com a fonte, na plataforma serão alojados conteúdos ajustados a realidade angolana, realização de formação para manuseamento destas ferramentas.

"Ombala do Saber" é uma plataforma destinada a todas as pessoas que  estejam interessadas em  desenvolver as suas habilidades cognitivas, com o intuito de reforço do seu conhecimento, bem como todos aqueles que queiram ser  promotores de desenvolvimento humano e intelectual de Angola, desde estudantes e docentes.

"Vão estar disponíveis no site  matérias que visam divulgar e  promover ciência", referiu.      

Considera que a informação gera conhecimento e impacta na vida das pessoas, dai aproveitar os meios digitais para se desafiar, em seu benefício e potenciar as qualidades da informação que chega ao público-alvo.

Informou que serão seleccionados conteúdos com base nos currículos académicos das unidades universitárias de Angola.

Para si, a dinâmica da ciência não permite que as pessoas estejam limitadas.

O Projecto" Ombala do Saber" vai  demonstrar que o investimento  feito na ciência, quando inserido numa estratégia de comunicação sólida e coerente, pode trazer benefícios acrescidos a comunicação digital e a divulgação científica e ao progresso intelectual da sociedade como um todo.

Com o objectivo de gerar conteúdo e divulgação de material científico, o rosto do projecto está distribuído pelas diversas redes sociais: páginas do Linkedin, Instagram, Tweeter, Facebook,  Youtube e Blog.

O "Ombala do Saber"  vai também congregar uma revista digital, um fórum específico de conexão entre docentes e discentes nas mais variadas especialidades e explicação universitária.

Em declarações à Angop, Patrício Geremias refere que a plataforma surge na sequência das dificuldades dos estudantes no acesso ao material de consulta e de apoio ao reforço dos conhecimentos dos seus cursos, bem como no défice de bibliografia específica e exiguidade de espaço físico para os universitários usarem como salas de estudo.

De acordo com a fonte, na plataforma serão alojados conteúdos ajustados a realidade angolana, realização de formação para manuseamento destas ferramentas.

"Ombala do Saber" é uma plataforma destinada a todas as pessoas que  estejam interessadas em  desenvolver as suas habilidades cognitivas, com o intuito de reforço do seu conhecimento, bem como todos aqueles que queiram ser  promotores de desenvolvimento humano e intelectual de Angola, desde estudantes e docentes.

"Vão estar disponíveis no site  matérias que visam divulgar e  promover ciência", referiu.      

Considera que a informação gera conhecimento e impacta na vida das pessoas, dai aproveitar os meios digitais para se desafiar, em seu benefício e potenciar as qualidades da informação que chega ao público-alvo.

Informou que serão seleccionados conteúdos com base nos currículos académicos das unidades universitárias de Angola.

Para si, a dinâmica da ciência não permite que as pessoas estejam limitadas.

O Projecto" Ombala do Saber" vai  demonstrar que o investimento  feito na ciência, quando inserido numa estratégia de comunicação sólida e coerente, pode trazer benefícios acrescidos a comunicação digital e a divulgação científica e ao progresso intelectual da sociedade como um todo.