MINTTICS aposta na modernização tecnológica

  • Ministro Manuel Homem ladeado dos secretários de Estado para as Telecomunicações e Tecnologias de Informação, Mário Oliveira (à esq.), e para Comunicação Social, Nuno Carnaval (à dir.). Na segunda fila, membros dos Conselhos de Administração dos órgãos
Luanda – Os participantes ao primeiro Conselho Consultivo do Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social (MINTTICS) recomendaram, esta sexta-feira, em Luanda, a contínua modernização tecnológica das empresas de comunicação social, para garantir maior e melhor desempenho dos profissionais, aumento da qualidade e quantidade de serviço prestados aos utentes.

Segundo o comunicado final do evento, os delegados apontam como desafios do a modernização dos meios, a melhoria das condições sociais e de trabalho, promoção da digitalização, extensão dos sinais de da rádio e televisão, implementação dos conselhos de redacção, extensão da cobertura da banda larga, incrementação da taxa de protecção de internet, assegurar o êxito do programa de televisão terrestre e a expansão da comunicações nas zona rurais.

O aumento de cobertura de voz e internet comparadas com a SADC, levar novos serviços ao cidadão suportada pelas telecomunicações fazem, igualmente, parte dos desafios do sector.

Os delegados recomendaram ainda o alargamento da conectividade e acesso da banda larga a população em todo território nacional, prestação de serviço de qualidade, implementação e desenvolvimento de novas fabricações de serviços públicos, electrónicas essências.

Aconselharam a tomada de medidas robustas para a implementação da estratégia nacional de segurança cibernética e centros de respostas e incidentes informáticos para a protecção de dados dos utentes.

Em relação aos serviços postais, apelou-se a criação de código de endereço postal, aprimoramento da gestão logística, transportes, acessos domésticos e empregos directos e indirectos.

Entre as recomendações consta a contínua implementação de acções que concorrerem para transformar o país numa referência de comunicação da SADC.

O conselho consultivo visou, entre outros objectivos, promover uma abordagem sobre a expansão e cobertura nacional dos serviços de telecomunicações e comunicação social, a rede nacional de banda larga, o projecto Angosat-2, a modernização dos órgãos de comunicação social, capacitação, treinamento dos recursos humanos.

Segundo o comunicado final do evento, os delegados apontam como desafios do a modernização dos meios, a melhoria das condições sociais e de trabalho, promoção da digitalização, extensão dos sinais de da rádio e televisão, implementação dos conselhos de redacção, extensão da cobertura da banda larga, incrementação da taxa de protecção de internet, assegurar o êxito do programa de televisão terrestre e a expansão da comunicações nas zona rurais.

O aumento de cobertura de voz e internet comparadas com a SADC, levar novos serviços ao cidadão suportada pelas telecomunicações fazem, igualmente, parte dos desafios do sector.

Os delegados recomendaram ainda o alargamento da conectividade e acesso da banda larga a população em todo território nacional, prestação de serviço de qualidade, implementação e desenvolvimento de novas fabricações de serviços públicos, electrónicas essências.

Aconselharam a tomada de medidas robustas para a implementação da estratégia nacional de segurança cibernética e centros de respostas e incidentes informáticos para a protecção de dados dos utentes.

Em relação aos serviços postais, apelou-se a criação de código de endereço postal, aprimoramento da gestão logística, transportes, acessos domésticos e empregos directos e indirectos.

Entre as recomendações consta a contínua implementação de acções que concorrerem para transformar o país numa referência de comunicação da SADC.

O conselho consultivo visou, entre outros objectivos, promover uma abordagem sobre a expansão e cobertura nacional dos serviços de telecomunicações e comunicação social, a rede nacional de banda larga, o projecto Angosat-2, a modernização dos órgãos de comunicação social, capacitação, treinamento dos recursos humanos.